terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Estrada para lugar nenhum ...

111071260_large

Sabes o que é sentir vontade de escreveres sobre  tudo aquilo que sentes e, mesmo assim, não conseguir escrever nada?  Na última semana eu tenho me tornado novamente, naquilo que eu implorava em silêncio para que tirassem de dentro de mim. Ser fria. Não é que seja mau , mas é que isso de me magoar e ficar em silêncio com um sorriso no rosto cansa, e as coisas nunca se resolvem. Acho que eu não nasci para isso. Mas e depois? Se tudo o que eu tenho no momento são incertezas… Aliás, a vida é uma grande máquina de incertezas, onde as pessoas se iludem querendo acreditar em dias melhores, levando em conta os seus planos e tendo fé em Deus. Mas afinal de contas, será mesmo que temos certeza da felicidade? E o que é a felicidade? Acho que agora, tanto faz, já que não é sempre que seremos felizes. Ninguém é feliz 24 horas por dia, isso é pura hipocrisia! E que eu leve a vida assim, com amor, um sorriso no rosto e esperança.

domingo, 17 de julho de 2011

segunda-feira, 4 de julho de 2011

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Pai ...

A bem pouco tempo tu e eu tivemos uma longa conversa , daquelas que já não tínhamos a muito tempo.
Tu disseste-me tudo o que tinhas para dizer e limitei-me a ficar calada , porque sei que tu e que tens a razão , Desses-te as coisas de uma maneira inesquecível . Apesar de estar quase sempre de cabeça baixa quando olhava para ti via os teus olho com um pequeno brilho , aquele que nunca vi , ou talvez vi mas já foi a tanto tempo que não me lembro . Durante essa conversa só pensava que este ano-lectivo só fiz porcaria e tanto tu como a mãe não mereciam , sempre me deram tudo e agora eu fui fazer isto .
Não queres que eu passe pelo que tu passaste , e admiro-te por nunca me teres toucado com um dedo   .
Mas preferia isso do que tu estares sempre ausente , nunca estas em casa , não acompanhas o meu crescimento.
Só queres o meu bem e isso eu compreendo , mas tenho saudades de me sentar ao teu colo  e chamar-te papá , sei que agora sou um pouco maior e se calhar já não aguentas comigo , mas tenho saudades do homem que eras.
Mas sim Pai eu amo-te com todos os defeitos que tenhas

domingo, 5 de junho de 2011

Titulo :$

Mudei de titulo do blog , achei que aquele que tinha não fazia muito sentido pode ser que este faça mais :$

segunda-feira, 11 de abril de 2011


ERREI 

Eu sei que errei. Não uma, não duas, nem três vezes, errei várias e várias vezes.
Algumas vezes errei a tentar acertar, e outras errei sem perceber.
Errei quando tentei provar a todos que eu não precisava provar nada a ninguém.
Quando confiei em quem não devia, quando magoei quem não merecia, errei naquele dia em que disse não querendo dizer sim, quando menti tentando proteger, quando fingi ser o que não era apenas para impressionar, errei tantas e tantas vezes.
Cresci, sonhei, mudei. Com tantos erros e acertos tornei-me o que sou hoje.
Certa ou errada vai ser sempre assim, caindo e levanto e a cada dia modificando.
A vida é assim, cheia de erros e acertos, lágrimas e sorrisos, amores e desamores, afectos e desafetos.
E vai ser sempre assim, cheia de sinônimos, antónimos .